Arquivos para posts com tag: Pele seca

gravida

Sempre idealizei uma gravidez planejada, onde eu seria uma gestante bela, que praticaria exercícios regularmente e teria uma barriga lindíssima, digna de se exibir por aí. Por isso mesmo, meu plano era cuidar da saúde e do corpo no ano de 2013 para, em 2014, tentar engravidar. Mas não foi assim que aconteceu: engravidei em fevereiro de 2013 sem planejar, muuuito acima do peso e, por ter uma gestação delicada, além de estar proibida de fazer exercícios, tive que parar de trabalhar no 3º mês. Resultado: mais ganho de peso, nada de grávida bela, com barriga bonita para ser exibida. Claro que acho minha barriga preciosa e me orgulho dela, pois é lá que está sendo gerado o meu maior tesouro, a minha filha Valentina, mas tenho que ser honesta e admitir que bela ela não é.

Quando descobri a gravidez, a primeira preocupação no quesito estética foi a respeito do surgimento das horríveis estrias. Infelizmente, nesse aspecto, a genética não sorriu para mim: puxei à minha mãe e, de acordo com médicos, temos deficiência na produção de colágeno. Então, não adianta chorar, arrancar os cabelos, gastar rios de dinheiro nos cremes mais caros: eles não funcionam para mim como para a maioria das mulheres. Veja este exemplo: no início de 2006, quando a SOP descontrolou e eu ganhei 20 kg em 4 meses, minha barriga ficou lotada de estrias, mesmo com o uso de óleo de amêndoas e hidratante potente 2 vezes ao dia. Assim que meu peso estabilizou, fui à dermatologista e fiz tratamento com ácido e hidratante com óleo de rosa mosqueta, segui à risca as recomendações e o aspecto de minha pele pouco melhorou. Enquanto isso, conheço mulheres que passaram por efeito sanfona, gestação e, apesar de não se cuidarem como eu, não têm uma única estria pra contar a história.

Então, já grávida, fui pesquisar sobre cosméticos anti estrias para gestantes. O mercado tem muitas opções, pena que meu poder aquisitivo não me permitiu investir em nenhum deles. Como se já não bastassem os gastos com a mudança para a casa própria, eu estava sem convênio médico, tendo que arcar com as consultas e os exames, e pagando meu tratamento com a progesterona, que não é barato. Obviamente, priorizei a saúde e deixei a estética de lado.

Porém, a grana curta não me impediu de cuidar da pele do corpo um único dia, até porque a gestação deixou a minha pele do corpo ainda mais ressecada do que já era – seria tão bom se eu pudesse transplantar a oleosidade do rosto para o corpo… Como isso, infelizmente, não é possível, adotei estes passos na minha rotina de beleza:

1- Óleo de amêndoas no banho

2- Pomada Bepantol / Bepantriz

3- Creme hidratante

Parece exagero? Não! Na guerra contra as estrias, vale tudo!

Comecei usando o Leia o resto deste post »

Desde maio, minha pele do rosto acha que voltou à adolescência: está terrivelmente oleosa na zona T, com espinhas e cravos surgindo semanalmente. Mas como o tempo está seco, algumas áreas ficam ressecadas também, deixando-me sem saber como tratá-la adequadamente. Apesar de estar quase com 31 anos de idade, não estou conseguindo usar meus cremes antiidade de sempre, pois eles têm piorado a oleosidade. Culpa de um tratamento para a síndrome dos ovários policísticos…

Em julho, quando fui à farmácia comprar um novo protetor solar, pedi uma dica de um dermocosmético para hidratar. A atendente me sugeriu um antiidade da La Roche-Posay oil-free, mas recusei após saber o preço (cerca de R$ 120,00, fora da minha realidade financeira). Diante de minha recusa, sugeriu um mais barato, de R$ 19,00, da Neutrogena: o Gel Creme Hidratante Facial Oil Free. Este, sim, cabia em meu orçamento e comprei para experimentar.

Ele é indicado para pele mista a oleosa, Leia o resto deste post »

O hidratante Nutri Plus, com óleo de amêndoas e manteiga de cacau, indicado para pele seca, foi o segundo produto que experimentei da linha Avon Care.

Não gostava do hidratante de manteiga de cacau da linha Avon Basics, achava muito grosso e difícil de espalhar, mas como esse possui óleo de amêndoas, resolvi testar. Realmente, o produto agora é absorvido com mais facilidade, sem deixar a pele “melecada”, como seu antecessor. E o melhor: cumpriu a promessa de 24 horas de hidratação! Aleluia!

Porém, mais uma vez afirmo minha decepção com a fragrância: o cheiro da manteiga de cacau predomina, e não é o meu aroma predileto. Esperava mais do cheiro desta loção. Ainda bem que a hidratação compensa.

Também paguei R$ 4,99 pelo frasco de 200 ml.

Até logo!

Quem acompanha o Funcionária sabe como eu ADORO experimentar cremes para mãos. Nem é tanto uma questão de gosto, mas sim de necessidade (é só olhar a foto no post do esmalte Dama de Vermelho e ver o motivo…).

Por isso, foi com muita ansiedade que testei o Hidratante para as Mãos Luva de Silicone Lumi Corpo & Banho, da Lumi Cosméticos. A embalagem de 50 g é prática e compacta, própria para ser carregada na bolsa.

O hidratante é consistente, de rápida absorção, sem deixar as mãos grudentas. O aroma é muito agradável, não tem aquele cheiro característico do silicone, e sim uma leve fragrância de flor de laranjeira (pelo menos, é esse cheiro que me vem à memória quando aplico o creme).

Seu poder de hidratação é suficiente para quem tem pele seca. No caso de pele extra-seca, como a minha, é necessário reaplicar o creme diversas vezes ao dia.

Para maiores informações, acesse o site da Lumi Cosméticos.

Recomendo!

Hidratante para as Mãos Luva de Silicone Lumi Corpo & Banho

Já comentei diversas vezes sobre como sofro com o ressecamento da pele nesta época do ano. Testo hidratantes diversos em busca de uma solução. Entretanto, desta vez o que mais me incomodou foram meus cotovelos: eles praticamente racharam, chegando a sangrar. Até a manga comprida era motivo para deixá-los ainda mais sensíveis.

Atendendo aos conselhos de minha mãe – e de diversos blogs de beleza que visito -, comprei um tubo de Bepantol, a tal pomada milagrosa. E não é que a danada é boa mesmo? Por R$10,00 encontrei um santo remédio para o ressecamento excessivo.

Bem, a princípio, só notei diferença nos meus lábios: com 2 dias de uso, a pomada acabou com as rachaduras labiais. Nos cotovelos, porém, não notei melhora imediata: eles pararam de sangrar, mas continuaram com o aspecto ressecado.

Quando pensei que meu caso já não tinha mais solução, lembrei-me de meu gel esfoliante corporal Manteiga de Karité da África com açúcar mascavo. Apesar de usá-lo semanalmente, estava evitando aplicá-lo na pele extra-seca. Ontem resolvi arriscar, afinal o esfoliante serve justamente para retirar as células mortas e facilitar a absorção do hidratante.

Deu certo! Na hora do banho, massageei suavemente os cotovelos com o gel – vale dizer que ele tem um cheiro maravilhoso, e dá pra sentir a maciez imediatamente! Em seguida, sequei a pele e apliquei Bepantol. O resultado? Adeus cotovelos ressecados! Agora já aprendi: esfoliação 2 vezes por semana e Bepantol diariamente!

Procurei no site da Avon o preço do gel esfoliante para informar aqui, mas não encontrei a linha Planet SPA no catálogo atual. Será que saiu de linha? Espero que não, caso contrário, vou reclamar! Comprei o produto há exatamente 1 ano, em uma promoção na qual ele e seu respectivo creme de mãos custavam R$14,90. Nas campanhas mais recentes, vi que ele custava menos de R$20,00, excelente custo-benefício para um produto de 150 gramas que rende muito – o meu tubo ainda não chegou na metade! Minha única queixa diz respeito à tampa: ela é bem fraquinha, quebra fácil e, por se tratar de um cosmético, a vedação é algo muito importante.

E você, já usou algum destes produtos? O que faz para manter a pele hidratada no inverno? Comente!