A culpa é do John Green por eu indicar a leitura deste livro (livro, não, um pequeno tesouro de 283 páginas). A culpa é de Hazel Grace e Augustus Waters, o casal apaixonante e apaixonado cujas vidas nos atraem para a leitura desta história, e que permanecem em nossas mentes mesmo quando o livro termina. Casal que dá um tapa na cara – com muita inteligência e sagacidade – de quem adora reclamar da vida enquanto só tem motivos para agradecer.

Mas não se engane: não se trata de um romance convencional, e sim de um amor adolescente e sincero, ingênuo e arrebatador, que nasce em um momento tão difícil e improvável. É uma história comovente e inspiradora, habilmente contada pelas palavras de um autor pelo qual acabei de me apaixonar.

Recomendação para a leitura: mantenha ao alcance das mãos uma caixa de lenços de papel e uma caneta para destacar os incontáveis trechos que vai querer destacar – se for um purista que não gosta de macular seus livros, apele para um bloco de post-it.

Grau de urgência da leitura: 5.

Por que ainda está lendo este texto? Vá logo ler este livro!

a culpa é das estrelas

“(…) meu amor, você não imagina o tamanho da minha gratidão pelo nosso pequeno infinito. Eu não o trocaria por nada nesse mundo. Você me deu uma eternidade dentro dos nossos dias numerados, e sou muito grata por isso.” (p. 235)

 

Ficha técnica:

Livro: A culpa é das estrelas

Autor: John Green

Editora: Intrínseca

Ano: 2012

Páginas: 288

Anúncios