Jimi Hendrix, Jim Morrison (The Doors), Janis Joplin, Kurt Cobain (Nirvana). Astros da música que se foram cedo, aos 27 anos, por causa das drogas. Agora, Amy Winehouse se tornou o mais novo membro deste clube macabro.

Sua morte precoce não foi novidade para ninguém. Sua vida desregrada, marcada pelos excessos e pelas polêmicas, fizeram de uma artista promissora uma figura decadente. Um talento desperdiçado – esta é a minha opinião, já que gostava das músicas da cantora. Admito que ainda tinha esperança de que, como uma fênix, ela renascesse das cinzas e retomasse o controle de sua vida, libertando-se de seus demônios. Em vão.

Fica aqui minha dedicatória a estes jovens que deixaram saudades em várias gerações…

Anúncios