Em 2009, foi lançado “Noturno“, escrito pelo cineasta mexicano Guillermo Del Toro (“Hellboy”, “O Labirinto do Fauno”, “O Orfanato”) em parceria com Chuck Hogan. O livro é o primeiro da Trilogia da Escuridão. Qual o tema da trilogia? Vampiros.

Está enjoado de tanto ouvir falar em vampiros, tanto em livros, filmes e séries de TV? Esqueça o preconceito: este livro não é igual ao que existe por aí. Nada de mocinhas mortais apaixonadas por vampiros, nada de triângulo amoroso nem disputas com lobisomens. Em “Noturno”, a história é diferente: vampiros querem dominar o mundo.

O enredo tem início em Nova Iorque, no aeroporto JFK: um avião oriundo de Berlim aterissa e, subitamente, seu motor para e as luzes se apagam, ficando totalmente sem comunicação com a torre. Ao entrar no avião, a equipe de resgate descobre que todos os passageiros estão mortos. Para verificar a possibilidade de um ataque biológico, o dr. Ephraim Goodwather, do Centro de Controle de Doenças, é chamado, e junto com sua parceira, a dra.  Nora Martinez, passa a investigar o caso.

Entretanto, descobrem que quatro passageiros estão vivos. Estes são mantidos em isolamento, até que uma das sobreviventes, que era advogada, consegue a liberação de todos.  Ao voltarem para casa, porém, os problemas começam, já que seus organismos vão se transformando pouco a pouco…

As descrições do livro são fantásticas: é como ler um roteiro e poder criar todas as imagens em nossa cabeça, tamanha a riqueza de detalhes. Apesar disso,  a narrativa não cansa, e a leitura se desenvolve de forma prazerosa. Veja como ele descreve a aparência de um dos primeiros personagens que são transformados:

” Redfern emitiu um som sibilante. Não feito uma cobra, mas usando a garganta. Seus olhos negros estavam inexpressivos e vazios, quando ele começou a sorrir. Ou pareceu sorrir, usando os mesmos músculos faciais… só que a boca se abriu e continuou se abrindo.

O maxilar inferior desceu, revelando uma coisa rosada, carnuda e serpenteante que não era a língua do piloto. Era mais longa, mais musculosa e complexa… e se contorcia. Era como se Redfern houvesse engolido uma lula viva, e um dos tentáculos do bicho ainda estivesse se debatendo desesperadamente na sua boca.” (p. 201)

Estranhou a descrição? Os vampiros de Del Toro não são nada atraentes: seu sangue é substituído por um líquido branco, repleto de vermes que infectam outras pessoas, o corpo perde seus órgãos genitais, vivem na escuridão e na imundície, alimentando-se de sangue através de um tentáculo que cresce em sua garganta. O vírus modifica todo o corpo do seu hospedeiro, e matá-lo não é muito fácil.

Felizmente uma pessoa na cidade conhece a maldição e está disposta a combatê-la: Abraham Setrakian, um sobrevivente do Holocausto durante a Segunda Guerra Mundial e, também, de um ataque do Grande Mestre. Ele conhece toda a história por trás dos acontecimentos que provocam o caos em Nova Iorque e vai ajudar Eph e Nora a acabar com o desastre iminente. Ou pelo menos tentar.

Falar mais sobre o livro estragaria as surpresas que ele reserva: por que isso está acontecendo? Como Setrakian conhece o Grande Mestre? Como a maldição chegou aos EUA? Quem está por trás disso?

A história é eletrizante, impossível não devorar suas 464 páginas em pouco tempo. Aqui no site das Americanas ele está em promoção por R$ 27,90, embora eu tenha encontrado em uma loja física da rede por apenas R$ 9,90.

Já procurei na internet informações sobre o lançamento dos próximos volumes da trilogia, mas não encontrei nada, nem mesmo em seu próprio site.

Recomendo!

Anúncios