O dia já está quase acabando, mas ainda dá para lembrar que hoje, 15 de março, é o Dia Mundial do Consumidor. Mas será que temos realmente coisas a comemorar?

Lembro-me que, quando criança, a pequena cidade onde morava, no interior de São Paulo, comemorava uma vez ao ano o “Dia do Freguês”, isso na distante década de 80. Quem fazia qualquer compra neste dia ganhava um cupom para tomar um Guaraná Antártica caçulinha e o direito de dar uma volta grátis no trenzinho – só não me recordo se a comemoração acontecia nesta data…

Com o passar do tempo, esta comemoração se extinguiu e, claro, hoje em dia não é este tipo de coisa que gostaríamos de ganhar (se bem que as crianças se divertiam muito no trenzinho…). Então, o que valeria a pena receber para comemorar esta data? Posso dar algumas sugestões:

  • o direito de ser bem atendido em qualquer estabelecimento comercial, independentemente de classe social ou outra forma de distinção;
  • o direito a pagar o preço justo por uma mercadoria – e isso inclui, quem sabe, uma redução nos impostos (e não apenas redução em IPI de alguns produtos somente em época de crise);
  • o direito de saber que o produto adquirido foi produzido por uma empresa responsável de verdade, que não utilize trabalho infantil e que seja ecologicamente responsável;
  • o direito de ser atendido em sua ligação por uma pessoa que realmente possa resolver seu problema, e não por uma máquina que lhe faz apertar diversos botões do telefone sem que isso lhe auxilie de forma concreta;
  • o direito de renegociar uma dívida sem sofrer constrangimento e humilhação.

E você, consumidor, gostaria de ser homenageado de qual forma? O que tem a comemorar?

Até logo!

Anúncios