Não aguento mais ouvir falar em crise. Sério mesmo. Sinto um arrepio quando estou vendo um telejornal e começam alguma notícia sobre isso. Não que eu queira viver em uma redoma de vidro, sem saber do que acontece ao meu redor, e também não é por excesso de otimismo em relação ao momento que estamos vivendo – este sentimento, aliás, passa longe do que penso. E claro que ela já bateu na minha porta, infelizmente. Qual assalariado ainda não sentiu suas consequências? Impossível.

Sei que muitas pessoas perderam seus empregos, muitas já tiveram seus salários reduzidos. Mas, sinceramente, apesar de saber que a crise é real, acredito piamente que muitas empresas se aproveitam dela para cortar gastos e, consequentemente, aumentar seus lucros. Quantas pessoas não tiveram que aceitar redução em seus salários para não perderem o emprego? Claro que, em alguns casos, essa pode ser uma solução, mas será que nenhum empregador se aproveita disso para ganhar mais? Quantas pessoas estão sendo pressionadas para demonstrar resultados e, com isso, garantir o seu emprego, e com o mesmo salário irão desempenhar as funções de mais de um funcionário? Não é fácil…

Será que estou delirando e isso não existe? Ou existe realmente? Esta é a minha análise do que venho percebendo há algum tempo – só não sei o quão falha a minha percepção pode estar. Ou talvez eu faça estas afirmações / desabafo porque não aguento mais ver explorações / injustiças no trabalho – eu mesma tenho sentido isso na pele.

Para quem infelizmente perdeu o emprego, não tem jeito: é hora de arregaçar as mangas e reverter a situação. Para quem tem um subemprego, como eu, e também deseja reverter a situação, encontrei estas “13 dicas infalíveis para conquistar o emprego dos sonhos”.

Não custa tentar… No máximo, vai desperdiçar algumas folhas impressas com o seu currículo (torça para que reaproveitem o envelope e utilizem o verso como rascunho, precisamos reutilizar para salvar o planeta; se você não conseguir o emprego, pelo menos não vai aumentar a poluição) e passes de ônibus. Ok, não dá para desperdiçar vale-transporte numa época como essa, então vá caminhando, e antes de chegar na empresa, tire o tênis e coloque um sapato. Boa sorte!

Anúncios